Duas semanas após o retorno do Ensino Médio da rede estadual, será retomado o Ensino Fundamental II e, 15 dias depois, o Fundamental I

O retorno do Ensino Fundamental e Médio das escolas estaduais voltarão a partir desta terça-feira (13), assim como as municipais. Com relação aos Ensinos Fundamental I e II do Estado, a retomada das aulas presenciais ocorrerá nas semanas seguintes, respeitando o intervalo de 15 dias entre o retorno de cada etapa. 

Dessa forma, duas semanas após o retorno do Ensino Médio da rede estadual, será retomado o Ensino Fundamental II e, 15 dias depois, o Fundamental I. O retorno foi anunciado pelo Governo do Estado no final do mês de setembro. 

O retorno do Ensino Fundamental e Médio das escolas estaduais voltarão a partir desta terça-feira (13), assim como as municipais. Com relação aos Ensinos Fundamental I e II do Estado, a retomada das aulas presenciais ocorrerá nas semanas seguintes, respeitando o intervalo de 15 dias entre o retorno de cada etapa. 

Dessa forma, duas semanas após o retorno do Ensino Médio da rede estadual, será retomado o Ensino Fundamental II e, 15 dias depois, o Fundamental I. O retorno foi anunciado pelo Governo do Estado no final do mês de setembro. 

As prefeituras que quiserem também estão autorizadas a retomar o ensino presencial nas redes municipais a partir de amanhã. Na Grande Vitória, a maioria dos municípios optou por não retornar em 2020. As regras para as escolas particulares, que já retomaram as aulas presenciais, são as mesmas da rede municipal. As escolas que não quiserem voltar, podem seguir apenas com o ensino remoto. As aulas presenciais estavam suspensas no estado desde meados de março por conta da pandemia do coronavírus.

Guia para o retorno das aulas

A Sedu disponibilizou o “Guia da Família” para o retorno às aulas presenciais. No guia, os pais e responsáveis são informados sobre este momento de retorno e os protocolos sanitários que deverão ser seguidos.

O documento contém todas as informações de como será o retorno escalonado no modelo híbrido, os protocolos de sala de aula e refeitório, as funções da equipe gestora e o compromisso das famílias, como, por exemplo, observar se o aluno apresenta perfeito estado de saúde na semana em que participará da aula presencial.

A secretaria orienta no guia, que caberá à família fazer a escolha em relação à presença ou não dos filhos. Seja na escola ou de forma remota, todos os estudantes continuarão tendo acesso aos mesmos conteúdos pedagógicos, assim como já vem sendo feito por meio do Programa EscoLAR.

O retorno das atividades presenciais nas escolas públicas estaduais acontecerá de forma gradual, em etapas e com revezamento, alternando momentos presenciais e não presenciais, e com um número menor de estudantes por turma/sala, considerando o distanciamento físico e as medidas de segurança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui