Clube da Ilha do Governador saiu na frente com gol de Chay. No entanto, com time reserva, Flu empatou logo no início do segundo tempo com Abel Hernández

Neste domingo, Fluminense e Portuguesa-RJ empataram em 1 a 1, no Estádio Luso-Brasileiro, em confronto válido pelo jogo de ida das semifinais do Carioca. Com duas penalidades marcadas por conta de mão na bola, Chay, para a Lusa, e Abel Hernández, para o Tricolor, foram os autores dos gols da partida. Vale ressaltar que, por ter a campanha superior na Taça Guanabara, o Flu tem a vantagem da igualdade no agregado por uma vaga na final.

A partida decisiva entre Fluminense e Portuguesa-RJ, por um lugar na decisão do Estadual, será no próximo domingo, dia 9, às 16h, no Maracanã. Antes, porém, o Tricolor vai à Colômbia enfrentar o Junior Barranquila, pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores, na quinta-feira.

PRESSÃO TRICOLOR

Com apenas seis minutos de jogo, o time do Fluminense já articulava os rumos da partida. Após pressionar a saída da Portuguesa-RJ e roubar a bola na intermediária canhota, Egídio fez boa trama com Gabriel Teixeira e cruzou na medida para Ganso. O meia, entretanto, cabeceou forte para grande defesa de Neguete e, no rebote, Samuel Xavier finalizou, mas viu a bola sair para linha de fundo.  

VAR EM AÇÃO

Não demorou muito tempo para a Lusa acordar. Logo aos nove minutos, Wellington Cézar cabeceou após escanteio e a bola foi direto na mão de Ganso. Assim, depois de três minutos de paralisação e análise do VAR – pela primeira vez no Carioca -, o árbitro sinalizou a penalidade. Na cobrança, Marcos Felipe pouco pode fazer e Chay foi categórico para converter seu quarto gol na competição – segundo contra o Flu. 

FLU NÃO ACERTA O ALVO

Depois de sofrer o gol, o Fluminense começou a se soltar mais na partida. Mesmo com a defesa adversária bem postada, o time conseguiu chegar com perigo e viu Abel Hernández desperdiçar duas boas chances. 

+ Relembre os gols mais marcantes de Fred pelo Fluminense

Na primeira, o atacante tabelou com Gabriel Teixeira, saiu cara a cara com Neguete, mas finalizou em cima do goleiro. Já no final do primeiro tempo movimentado, o uruguaio viu Ganso finalizar para Watson salvar em cima da linha e, na sequência, não aproveitou o cruzamento de Gabriel Teixeira e, livre de marcação, cabeceou por cima do gol. 

ROTEIRO REPETIDO

Após pressão inicial da Portuguesa-RJ no começo do segundo tempo, com duas finalizações de Chay e Romarinho, o Flu foi ao ataque e conseguiu uma penalidade a seu favor. Isso porque, igual ao primeiro tempo, mas para o outro lado, após cruzamento na área, Ganso – que havia cometido o pênalti da Lusa pelo mesmo motivo – se redimiu ao cabecear a bola e vê-la bater no braço do zagueiro Guerra.

Assim, depois de análise do VAR, o juiz marcou novamente a infração e Abel Hernández, que ainda não tinha se achado na partida, deslocou bem o goleiro para deixar tudo igual na Ilha do Governador. 

CHANCES PERDIDAS

Após o gol do empate, o jogo diminuiu de ritmo. Dessa forma, as melhores oportunidades vieram de fora da área. E cada equipe conseguiu uma. Aos 17, Cafu tentou surpreender Marcos Felipe chutando um pouco a frente do meio campo, porém, o goleiro conseguiu boa reação e defendeu. O Tricolor, por sua vez, teve a chance com Gabriel Teixeira, que depois de arrancar em velocidade, finalizou forte, mas viu a bola subir demais sem dar sustos ao goleiro Neguete. 

Nos acréscimos, contudo, a Lusa desperdiçou a principal chegada do segundo tempo. Douglas Eskilo fez jogadaça no bico direito da área, lançou com inteligência para Mauro Silva que, de primeira, emendou um lindo sem pulo. Para a sorte da torcida tricolor, em ótima fase, Marcos Felipe fez defesa impressionante e foi primordial para o Flu.

Na sequência, foi a vez de Neguete brilhar. Kayky partiu em contra-ataque e serviu bem a Caio Paulista. Assim, com agilidade o atacante dominou já trazendo para a perna boa e chutou forte, no entanto, o goleiro lusitano salvou a queima roupa e garantiu a igualdade no marcador. 

FICHA TÉCNICA
PORTUGUESA-RJ 1 x 1 FLUMINENSE


Estádio: Luso-Brasileiro, na Ilha do Governador (RJ).
Data e hora: 2 de maio de 2021, às 16h.
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus.
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Carlos Henrique Cardoso
Árbitro de vídeo: Wagner do Nascimento Magalhães

Gols: Chay (14’/1ºT) (POR) e Abel Hernández (11’/1ºT) (FLU). 

Cartões amarelos: Watson, Chay, Guerra e Wellington Cézar (POR); Hudson, Wellington e Bobadilla (FLU). 
Cartões vermelhos: não houve.

PORTUGUESA-RJ (Técnico: Felipe Surian)

Neguete; Watson (Muniz, 22’/2ºT), Pedro, Guerra e Wellington Cezar; Luis Gustavo, Mauro Silva, Cafú (Douglas Eskilo, 29’/2ºT) e Chay (Rafael Pernão, 23’/2ºT); Jhulliam (Everton Heleno, 30’/2ºT) e Romarinho (Andrezinho, 45’/2ºT).

FLUMINENSE (Técnico: Roger Machado)

Marcos Felipe; Samuel Xavier, Manoel, Matheus Ferraz e Egídio; Hudson (Martinelli, 46’/1ºT), Wellington (Yago Felipe, 41’/2ºT) e PH Ganso (Caio Paulista, 42’/2ºT); Cazares (Kayky, 20’/2ºT) , Gabriel Teixeira e Abel Hernández (Bobadilla, 20’/2ºT).

Fonte: Lance

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui