Por enquanto, aulas da Rede Pública Municipal de Ensino continuam em formato remoto

O município de Guarapari, de hoje (07) até domingo (13), está classificado como risco moderado de contágio para o novo Coronavírus (Covid-19) de acordo com o último Mapa de Risco divulgado pelo governador do Espírito Santo, Renato Casagrande. Diante da mudança na classificação, a redação do folhaonline.es recebeu questionamentos de alguns pais sobre o retorno das aulas no município.

“Sabe me informar porque as aulas do Município não irão retornar, se as do Estado voltaram hoje?”, indagou uma das mães nesta segunda-feira.

Secretaria Municipal de Educação – Semed

Procuramos a Prefeitura e perguntamos se havia previsão do retorno das aulas presenciais no município e como seria feita essa volta.

Através da Semed, o órgão informou que as aulas na Rede Pública Municipal de Ensino continuam em formato remoto até a manifestação do Comitê Municipal de Enfrentamento à Pandemia.

Em tempo

As aulas presenciais, em todos os níveis educacionais (da educação infantil ao nível superior), estão liberadas na maior parte das cidades do Espírito Santo. A retomada acontece após alguns municípios serem classificados em risco moderado para a Covid-19 no último Mapa de Risco, divulgado na sexta-feira (04). A medida vale tanto para a rede pública quanto para a privada, onde cada estabelecimento tem autonomia para determinar o formato de retorno das aulas presenciais.

Em 46 cidades, as escolas podem voltar a abrir obedecendo a protocolos de segurança sanitária como distanciamento, uso de máscaras e fornecimento de álcool em gel ou material de higienização das mãos. Além disso, outros 13 municípios, classificados em risco baixo, também estão com o formato presencial de ensino liberado.

Mesmo com as salas de aula abertas, as cidades de risco moderado continuam com o formato híbrido, isto é, as aulas podem ser realizadas de maneira remota e/ou presencial. A adesão do estudante ao sistema presencial é opcional, dependendo da autorização dos pais ou dos responsáveis. 

Fonte: Folha Vitória

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here