Mulher ainda teria dado nome falso no hospital para evitar ser presa. Vítima precisou passar por cirurgias para se recuperar dos graves ferimentos após ter corpo incendiado

Uma mulher de identidade não revelada foi presa na cidade de Planaltina, em Goiás,  por suspeita de atear fogo no corpo da própria namorada e dar um nome falso no hospital para não ser reconhecida.

Segundo a polícia, a mulher teria jogado álcool na vítima e tocado fogo nela em seguida após uma discussão por ciúmes no mês de agosto. A vítima, que ainda está internada em um hospital de Brasília, precisou passar por uma série de procedimentos cirúrgicos para se recuperar das queimaduras graves.

O estado de saúde atual dela não foi divulgado. A namorada suspeita do crime chegou a fornecer um nome falso no hospital e disse que a vítima não tinha parentes. Dias depois do crime, quando o estado de saúde da mulher melhorou, ela contou a uma irmã o que aconteceu e a suspeita foi denunciada à polícia.

A mulher foi encontrada pela polícia e está à disposição da Justiça.

Fonte: Ultimosegundo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui