A cidade localizada no sul de SC foi invadida por homens fortemente armardos que fecharam acessos e trocaram tiros com a polícia

Uma quadrilha de assaltantes provocou pânico e deixou Criciúma (SC) sitiada na madrugada desta terça-feira (1). A cidade localizada no sul de Santa Catarina foi invadida por homens fortemente armardos que fecharam acessos por meio de barreiras, trocaram tiros com a polícia e fizeram reféns.

A ação violenta começou no início da madrugada e durou ao menos duas horas. Há relatos de tiros contra um batalhão da Polícia Militar, veículos incendiados e explosivos espalhados pela cidade.
O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), pediu que a população fique em casa para se proteger. Segundo ele, o que ocorreu foi um assalto de grandes proporções, realizado por “bandidos bem preparados”.

Uma quadrilha de assaltantes provocou pânico e deixou Criciúma (SC) sitiada na madrugada desta terça-feira (1). A cidade localizada no sul de Santa Catarina foi invadida por homens fortemente armardos que fecharam acessos por meio de barreiras, trocaram tiros com a polícia e fizeram reféns.

A ação violenta começou no início da madrugada e durou ao menos duas horas. Há relatos de tiros contra um batalhão da Polícia Militar, veículos incendiados e explosivos espalhados pela cidade.
O prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), pediu que a população fique em casa para se proteger. Segundo ele, o que ocorreu foi um assalto de grandes proporções, realizado por “bandidos bem preparados”.

Também nas redes sociais, vários moradores postaram vídeos, fotos e relatos sobre a ação da quadrilha.

Alguns dos vídeos mostram os criminosos circulando em comboio de carros pela cidade. Em outros, os assaltantes aparecem a pé na região das agências bancárais, encapuzados e atirando.

Um dos moradores registrou o momento de explosão em agência bancária, tática dos assaltantes para pegar o dinheiro nos caixas eletrônicos.

Há também imagens de pessoas sentadas no meio da rua, enfileiradas, em uma barreira humana supostamente organizada pelos assaltantes.

Circulam vídeos em que moradores da cidade pegam notas de dinheiro que teriam ficado espalhado pelas ruas da região central após o assalto.

“Eu tô rico”, diz um deles. “Sai da rua e larga o dinheiro”, gritam policiais em outro vídeo divulgado por uma moradora. “Eu não estou acreditando”, ela diz.

A polícia ainda não divulgou quais agências bancárias foram roubadas e o valor levado pelos assaltantes.

Também não há informações oficiais sobre feridos

Fonte: Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui