Embarcação parte nesta segunda (11). Esse retorno das atividades da mineradora é uma das notícias mais esperados por capixabas, mineiros e todo o Brasil

Chegou às 10h deste domingo(10), o primeiro navio que será carregado com cerca de 75 mil tonenadas de pelotas de minério de ferro no porto da multinacional, no litoral do Espírito Santo.

Um marco na retomada da Samarco, paralisada desde o acidente de 2015. Esse retorno das atividades da mineradora é uma das notícias mais esperados por capixabas, mineiros e todo o Brasil.

A partida do navio está prevista para ocorrer na noite desta segunda-feira (11), com destino à Europa. A empresa retomou suas operações no dia 23 de dezembro do último ano, com 26% de sua capacidade produtiva total, que representa a produção de cerca de 7-8 milhões de toneladas de minério de ferro por ano (Mtpa).

Tarcísio Gomes de Freitas, comemorou a chegada do navio ao porto de Ubu. “Estamos vivendo um momento histórico que levará mais emprego, renda e desenvolvimento a região, e aos capixabas, tenho convicção que todos da região estão felizes com a retomada das atividades. Uma conquista a ser lembrada e comemorada. Agradeço ao empenho de todos para melhorar o nosso país e podemos esperar mais atividades com a chegada da ferrovia que virá a partir da renovação do contrato de Vitória x Minas que tem como um dos objetivos principais estender até o porto de Ubu, levando mais contribuição a região. Um dia muito feliz, de agradecimento aos envolvidos neste feito”, disse o ministro da Infraestrutura.

“Acreditamos que relações de confiança são um dos caminhos para fazermos uma mineração diferente. O Espírito Santo, assim como Minas Gerais, faz parte da história da Samarco e o Complexo de Ubu, em Anchieta, é vital para nossas operações. Com o reinício de nossas atividades, esperamos compartilhar valor com a sociedade”, afirmou o diretor-presidente da Samarco, Rodrigo Vilela.

O ministro de Minas e Energia, falou da importância da retomada das atividades. “A Samarco lutou muito para que as atividades fossem retomadas, com muita garra superaram os entraves e voltaram, o que irá levar mais desenvolvimento a economia capixaba, gerando emprego e renda. Fico muito feliz em receber essa ligação e saber que a empresa está voltando a caminhar e parabenizo a todos pelo belo trabalho feito”, relatou Bento Albuquerque.

Durval Vieira de Freitas falou também do impacto que o feito possui na economia brasileira e capixaba. “Com 28% da capacidade, a Samarco produzirá cerca de 7 Mt/ano, com faturamento de cerca de R$ 4 BI, gerando aproximadamente 2mil empregos e terceiros e mais 3 mil na cadeia. Essa retomada impactará 2% do PIB capixaba”, declarou o dono da DVF Consultoria.

A retomada das atividades da Samarco resulta em pontos positivos. Com a construção prevista da Vale chegando até Anchieta, uma nova zona industrial poderia se formar no município de modo que os produtos passassem a ser escoados pelo Porto de Ubu.

Já com a chegada de 25 mil toneladas por dia, através do mineroduto e com 25% da capacidade a Samarco poderá chegar a 8 milhões de toneladas de minério por ano, representando mais de 500 empregos diretos no estado e aproximadamente 2.500 empregos indiretos, além de envolver centenas de fornecedores locais. 

VEJA O VÍDEO DO MOMENTO DA CHEGADA DO NAVIO NAS DOCAS DA SAMARCO, PARA PREPARAR O CARREGAMENTO E PARTIDA NESTA SEGUNDA(11).

Fonte: Jornal Fato

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui