Leão resiste à pressão da primeira etapa, aproveita expulsão de jogador do Colorado e alcança resultado histórico em Porto Alegre

Na base da resistência e da eficiência, o Vitória quebrou o favoritismo do Internacional e avançou para as oitavas de final da Copa do Brasil batendo a equipe gaúcha por 3 a 1 na cidade de Porto Alegre.

A etapa inicial foi de muito volume de jogo dos comandados, nessa noite, pelo auxiliar Martín Anselmi. Além das duas oportunidades claras com menos de 15 minutos, o Inter se manteve com linhas altas, marcando constantemente a saída de bola onde, com exceção da bola na trave de Ygor Catatau, só houveram chances do Colorado marcar.

MUDANÇA DE CENÁRIO

Logo aos cinco minutos da etapa complementar, o zagueiro Pedro Henrique tomou o segundo cartão amarelo e foi expulso para dar um conteúdo completamente diferente não apenas a partida, mas também a eliminatória que tinha, até então, o Internacional como sendo o controlador das ações. 
Não à toa, Samuel abriu a contagem e colocou o confronto na direção das penalidades máximas.

FINAL DE PURA EMOÇÃO

Em um intervalo de 26 minutos entre a abertura do marcador até o apito final da arbitragem, o confronto ficou no caráter de absoluta indefinição em todos os momentos onde Johnny conseguiu buscar a igualdade que classificava o Inter. Entretanto, Eduardo e Guilherme Santos fizeram valer a superioridade técnica e até mesmo de confiança que demonstrou o Vitória nos minutos finais do confronto e marcaram para formar o sonhado 3 a 1 que classificou o Leão da Barra. 

Fonte: Lance

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui